2 de jun de 2007

A Mente

2 de jun de 2007
Pessoas que pensam muito, que pensam em tudo, como eu, entendem o que quero dizer quando digo que ninguém tem noção da complexidade e intensidade das mais diversas coisas que se passam na mente, o tempo todo.
São tristezas e alegrias, periódicas ou não, constantes de acordo com o momento que se esteja vivendo, de acordo com as pessoas e situações mais presentes em tal momento.
É intrigante saber que encontramos tantas pessoas sorrindo, porém tristes por dentro. Que encontramos pessoas nas mais dificeis situações, porém, felizes e realizadas de certa forma, por dentro.
Eu mesmo vivencio diariamente o desafio de tentar desvendar, em vão, o que se passa na cabeça de quem amo, de quem quero bem, ou por querer ajudar, ou entender.

É sempre bom quando se entende a maioria das coisas. Ajuda a tirarmos conclusões que não sejam precipitadas. Mas nem sempre todo mundo quer ser desvendado ou entendido, confesso que isso me incomoda um pouco, porém convivo.
Já tiveram vontade de estar longe das pessoas que convive? Longe de pessoas que estão tão perto, e que voce as queria tão longe?
Então, isso aconteceu comigo, dia desses.

Dá uma vontade de sumir, fingir que não se tem compromissos e obrigações, e procurar um lugar onde voce só escute o barulho da madeira velha.

Já até tenho um plano traçado, de comprar uma casinha simples numa ilha perdida na Europa, pra poder sumir quando precisar esquecer do mundo. Sumir, eu e alguém. O Alguém!


Uma boa semana à todos.

Pensem muito, reflitam muito, e tentem, apesar dos pesares, viver bem!


0 comentários:

 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates